segunda-feira, 30 de janeiro de 2012

Walt Whitman




Não deixes que termine o dia sem teres crescido um pouco, sem teres sido feliz,

sem teres aumentado os teus sonhos.

Não te deixes vencer pelo desalento.

Não permitas que alguém retire o direito de te expressares, que é quase um dever.

Não abandones as ânsias de fazer da tua vida algo extraordinário.

Não deixes de acreditar que as palavras e a poesia podem mudar o mundo.

Aconteça o que acontecer a nossa essência ficará intacta.

Somos seres cheios de paixão.

A vida é deserto e oásis.

Derruba-nos, ensina-nos, converte-nos em protagonistas da nossa própria história.

Ainda que o vento sopre contra, a poderosa obra continua: tu podes tocar uma estrofe.

Não deixes nunca de sonhar, porque os sonhos tornam o homem livre.



Walt Whitman

terça-feira, 17 de janeiro de 2012

LEONARD COHEN'S - GOING HOME


 

Going Home



I love to speak with Leonard

He’s a sportsman and a shepherd

He’s a lazy bastard

Living in a suit




But he does say what I tell him

Even though it isn’t welcome

He will never have the freedom

To refuse



He will speak these words of wisdom

Like a sage, a man of vision

Though he knows he’s really nothing

But the brief elaboration of a tube



Going home

Without my sorrow

Going home

Sometime tomorrow

To where it’s better

Than before



Going home

Without my burden

Going home

Behind the curtain

Going home

Without the costume

That I wore



He wants to write a love song

An anthem of forgiving

A manual for living with defeat



A cry above the suffering

A sacrifice recovering

But that isn’t what I want him to complete



I want to make him certain

That he doesn’t have a burden

That he doesn’t need a vision



That he only has permission

To do my instant bidding

That is to SAY what I have told him

To repeat



Going home

Without my sorrow

Going home

Sometime tomorrow

Going home

To where it’s better

Than before



Going home

Without my burden

Going home

Behind the curtain

Going home

Without the costume

That I wore



I love to speak with Leonard

He’s a sportsman and a shepherd

He’s a lazy bastard

Living in a suit

segunda-feira, 16 de janeiro de 2012

You Are For Me - Kari Jobe

O POETA



O POETA 

O poeta tem os seus dias
contados,
como todos os homens;
mas quanto,
quanto mais variados!
As horas do dia e as quatro estações,
um tanto menos de sol ou mais de vento,
são o devaneio, o acompanhamento
sempre diverso para suas paixões,
sempre as mesmas;
e o tempo que faz,
ao levantar-se,
eis o grande acontecimento do dia,
sua alegria assim que desperta.
Nada como as luzes contrárias o alegra,
nada como os belos dias
movimentados,
e em longas histórias multidões imersas,
onde o azul e a tempestade duram pouco,
onde se alternam searas de infortúnio
e de vitória.
Com um rubro crepúsculo se entusiasma;
e com as nuvens muda de cor,
ainda que lhe não mude a alma.
O poeta tem os seus dias
contados,
como todos os homens; mas quanto,
quanto mais abençoados! 

UMBERTO SABA
(de Trieste e una donna, 1910-1912)
Num mundo que se faz deserto,
temos sede de encontrar um amigo.

Antoine de Saint-Exupéry

Chopin - Tristesse (Orchestral)


Não fazer mal a ninguém, nem, tampouco, a si mesmo.

Tornar todo mundo feliz e a si mesmo também.

Eis a bondade.

BERTOLT BRECHT