quarta-feira, 16 de abril de 2008

...

Aprendi


APRENDI...


Que sem DEUS não sou ninguém
Que não sei quase nada
Que sempre precisarei aprender
Que a vida é muito curta
E que não há tempo a perder

PERCEBI...


Que nem tudo é possível
Que às vezes é difícil sorrir
Que a vida faz jogo duro
Mas que eu não vou desistir.

ENTENDI...


Que quando sofro eu aprendo
Que a dor me ensina a viver
Que a vida é um lindo caminho
No qual iremos crescer.

DESCOBRI...


Que não é fácil viver
Que o destino nos reserva dor
Mas que a tristeza termina
Onde começa o Amor.

Que o Senhor o (a) abençoe!

Flor

quinta-feira, 10 de abril de 2008

Coração ausente


Coração ausente


Disparaste nos gestos

as palavras que o teu

olhar não silenciou.

Destruíste-me a esperança,

aniquilaste-me os sonhos

amarrando-me no medo

dos teus silêncios.

Meu coração amargurado

envolto em lamentos

partiu, e tu nem vês





Florbela Ribeiro A. S.

quinta-feira, 3 de abril de 2008

Passos em volta da solidão


Passos em volta da solidão


Caminhas sobre a solidão

Marcando o compasso

Triste de uma melodia

Que soa dos teus lábios

Como uma leve carícia.

Das tuas mãos o gesto do amor

Suaviza no rosto os sinais

Profundos de dores vividas

Em paralelo a sonhos perdidos

Selados com passos vazios

Pelas veredas de uma estrada

Repleta de ilusões





Florbela Ribeiro A. S..